II Expedição no Rio Ribeira teve início no Quilombo de Porto Velho em Iporanga.




Fotos: Dillan Mendes   ( FONTE: http://www.ciliosdoribeira.org.br/ )



Uma comunidade quilombola localizada às margens do Rio Ribeira e que tem como um de seus maiores problemas a falta de água para abastecimento humano.
 Foi este o ponto de partida da II Expedição de Educação Ambiental e Levantamento de Campo do Rio Ribeira, que teve início neste domingo, dia 16 de outubro, no Quilombo de Porto Velho, em Iporanga.
O local foi escolhido como ponto de partida da expedição por receber apoio da Campanha Cílios do Ribeira para a restauração de suas matas ciliares, com o objetivo de aumentar a quantidade de água disponível para consumo e também ampliar o pasto apícola, pois a comunidade tem investido na apicultura como geração de renda e oportunidade para fixação dos jovens no território quilombola. Foi realizada visita à uma roça tradicional, com produção consorciada de feijão e mandioca, onde representantes da comunidade falaram sobre a importância das políticas públicas voltadas ao agricultor familiar, como Programa de Aquisição de Alimentos e Programa Nacional de Alimentação Escolar, importantes ferramentas de apoio o pequeno agricultor. Seu Espiridião, 74 anos e ainda trabalhando na roça, salientou a importância da roça para a segurança alimentar, garantindo uma alimentação saudável e acessível à comunidade.


MAIS INFORMAÇÕES ACESSE: FONTE: http://www.ciliosdoribeira.org.br/ )

Comentários