PREFEITURA DE IPORANGA DEVERÁ DEVOLVER QUASE R$ 190 MIL AO ESTADO

Por falta de empenho em 2012, a Prefeitura de Iporanga mesmo devendo, deverá devolver quase R$ 190 mil aos cofres do estado.
Durante a reunião de planejamento realizada na sede da EMEI  Portal do Saber, no dia 15 de fevereiro de 2013, o contador Ednaldo da Prefeitura Municipal de Iporanga foi convidado a explanar  aos professores sobre a situação financeira da Secretaria da Educação do mesmo município. O contador fez uma explicação detalhada sobre as origens dos recursos e os percentuais que o município é obrigado por Lei aplicar no setor. 
Os professores ficaram contente com a prestação de contas, coisa que raramente acontecia em tempos passados, porém, ficaram muito tristes em saber que o município tem dividas de cerca de R$ 68.272,37, de um total de 169.094,65 das despesas com a empresa Editora de Livros Soft´s e Livros LTDA, empresa que fornece os materiais didáticos do SOME (objetivo), e ainda não cumpriu os compromissos de repasses mensais de um acordo com a Secretaria Estadual de Educação que estava em cerca de R$ 55.000,00, inerentes ao convênio que garante prestação de serviço de por parte de 5 professores do Estado ao Município, fato que poderá levar o município a ser inscrito no CADIN e este ficar sem poder receber alguns repasses de verbas.
Para piorar a situação, ficou bem claro que o município, em 2012, deixou de empenhar cerca de R$ 180.000,00, que deverão ser devolvidos aos cofres do Estado. Fato que deixou alguns professores  até meio revoltados, pois seria uma ótima oportunidade de distribuição de bônus a categoria.
Em off, o professor Eloir disse: “ Mesmo sendo matemático, não entendo como uma empresa que tem a receber da Prefeitura,  e ainda cedeu, quase R$ 8.000,00 para confraternização de fim de ano com os professores, onde foram distribuídos prêmios de alto valores como TV de Plasma, Notebook, Câmera Digital e outros agrados em um estabelecimento da cidade. Isso é no mínimo muito estranho”.
Ao final de toda explanação, surgiu ainda uma esperança, pois através da atual gestão, foram aderidos os programas Ler e Escrever  e São Paulo Faz escola, ambos da Secretaria Estadual da Educação que fornecerá material didático, capacitação e orientação gratuitos aos município, gerando assim uma economia de aproximadamente de R$ 200.000,00, montante que deverá ser previsto para investimentos futuros em recuperação da frota de veículos, melhorias de escolas, bônus ou na atualização do defasado salário dos professores e profissionais da Educação.
                Segundo o Supervisor de Ensino Paulo Sérgio Furquim, a situação econômica da Educação do município é negativa, porém com transparência e planejamento, o quadro poderá ser revertido e os resultados positivos surgirem com tranquilidade, mas para isso é necessário muita paciência, pois para corrigir os equivocados agrupamentos de alunos, foi necessário a contratação de mais professores por conta de desmembramento de classes multisseriadas em bairros como Serra, Ribeirão e a diminuição de alunos por salas no centro da cidade, estratégia que visa melhorar o trabalho do professor em sala de aula na busca da qualidade do ensino.

Por: Nilton F da Silva - 25/02/2013

Iporanga na NET... - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS - É PROIBIDO QUALQUER 
TIPO DE REPRODUÇÃO, SEM AUTORIZAÇÃO...SE DESEJAR REPRODUZIR ENTRE EM 
CONTATO : iporangananet@hotmail.com
Copyright 2012 © Iporanga na NET...




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Atenção !!! Comentários anônimos não serão publicados..Obrigado !!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...