PROGRAMA LUZ PARA TODOS EM IPORANGA

Os postes para a conclusão do "Programa Luz para Todos" chegaram no município.
    Os postes para a conclusão do Programa Luz Para Todos dos Bairros Poço Grande, Bento João, Quilombo Maria Rosa e Quilombo Porto dos Pilões já estão no porto da Balsa do Poço Grande aguardando transporte para o outro lado do Rio Ribeira. Porém, segundo o vereador Dillan Mendes “para quem não sabe, desde 2008 estas comunidades aguardam pela extensão de rede e instalação da luz elétrica nas residências doadas pelo CDHU, ou seja até hoje não adentraram nas casas pela falta de energia elétrica. No ano de 2013 fizemos diversas reuniões com a ELEKTRO e mantivemos constantemente o diálogo para que pudéssemos avançar neste caso, a coisa caminhou agora é acompanhar a obra e torcer para que tudo de certo!!!”
     Por fim, Dillan afirmou “Agradeço ao nobre vereador e grande amigo Adilson Rodrigues da Silva, que esteve junto comigo a frente das discussões, agradeço também aos demais nobres colegas que somaram forças para que tudo caminhasse bem... Obrigado ao parceiro Márcio Ribeiro - Especialista Comercial da ELEKTRO, que se manteve sempre aberto ao nosso diálogo e reivindicações...’’

----------------------------------------------------------------------------------
   Programa Luz Para Todos - O Governo Federal lançou em novembro de 2003 o desafio de acabar com a exclusão elétrica no país. É o Programa LUZ PARA TODOS, com a meta de levar o acesso à energia elétrica, gratuitamente, para mais de 10 milhões de pessoas do meio rural até o ano de 2008.O Programa é coordenado pelo Ministério de Minas e Energia, operacionalizado pela Eletrobrás e executada pelas concessionárias de energia elétrica e cooperativas de eletrificação rural em parceria com os governos estaduais.O mapa da exclusão elétrica no país revela que as famílias sem acesso à energia estão majoritariamente nas localidades de menor Índice de Desenvolvimento Humano e nas famílias de baixa renda. Cerca de 90% delas têm renda inferior a três salários-mínimos.Para por fim a essa realidade o governo definiu como objetivo que a energia seja um vetor de desenvolvimento social e econômico dessas comunidades, contribuindo para a redução da pobreza e aumento da renda familiar. A chegada da energia elétrica facilita a integração dos programas sociais do governo federal, além do acesso a serviços de saúde, educação, abastecimento de água e saneamento.Mas durante a execução do Programa, novas famílias sem energia elétrica em casa foram localizadas e, em função do surgimento de um grande número de demandas, o Luz para Todos foi prorrogado para ser concluído no ano de 2011.Para o atendimento de toda essa população, o Governo Federal destina recursos provenientes de fundos setoriais de energia - a Conta de Desenvolvimento Energético (CDE) e a Reserva Global de Reversão (RGR). O restante do investimento é partilhado entre governos estaduais e as empresas distribuidoras de energia elétrica.Porém o Censo 2010, do IBGE, apontou a existência de uma população ainda sem energia elétrica em suas casas, localizada, principalmente, nas Regiões Norte e Nordeste e nas áreas de extrema pobreza. Para atender a essas famílias, o Governo Federal, por meio do Decreto nº 7.520/2011, instituiu uma nova fase do Programa, agora para o período de 2011 a 2014, com foco aos cidadãos contemplados no “Plano Brasil Sem Miséria” e no “Programa Territórios da Cidadania”, ou estabelecidos em antigos quilombos, áreas indígenas, assentamentos de reforma agrária, em regiões que sejam afetadas pela construção de usinas hidrelétricas e localizados em área de elevado impacto tarifário.”

OBS: Clique na foto pra visualizar em tamanho maior...


Fonte: Dillan Mendes
Edição: Nilton F da Silva - 21/01/2014


Comentários

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Atenção !!! Comentários anônimos não serão publicados..Obrigado !!